Dados do INEP revelam altos índices de reprovação escolar em Contenda

Foto: Marcelo Andrade / Gazeta do Povo

Alexsandro Wojcik

Presente em todas as instituições de ensino, a reprovação é um assunto de constante debate no ambiente escolar e traz preocupação para os professores, pais e alunos. Pela primeira vez, o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) e o Ministério da Educação divulgaram dados recolhidos com base em uma metodologia de acompanhamento da trajetória dos estudantes. Segundo o Inep, os números representam um grande avanço no monitoramento da educação e foram colhidos a partir de uma metodologia de coleta individualizada, adotada pelo Censo Escolar desde 2007, que permitiu acompanhar os indicadores de todo o território nacional.

Estes dados, disponibilizados no portal do Inep desde o mês de Junho, revelam que Contenda apresenta um alto índice de reprovação, principalmente considerando o Ensino Fundamental nos anos finais (6.º ao 9.º ano), onde o município teve um índice de reprovações de 24,4% dos alunos em 2015 e de 26,4% em 2016. Nos anos iniciais do Ensino Fundamental (do 1.º ao 5.º ano) o índice foi consideravelmente menor: 6,1% em 2015 e 6,3% em 2016. Já no Ensino Médio (1.º ao 3.º ano do Ensino Médio), as taxas de reprovações foram de 14,6% em 2015 e subiram para 23,7% em 2016.

De acordo com especialistas, a reprovação escolar pode acarretar uma série de consequências na vida do aluno, sendo uma das mais comuns a desistência dos estudos, sem falar nas consequências de ordem pessoal, como, por exemplo, a baixa autoestima. Para ter sucesso no percurso escolar, os especialistas defendem que o aluno deve se organizar e criar rotinas de estudo, além de se responsabilizar inteiramente por seu desempenho. Para que isso se efetive, porém, ele necessita do amparo pedagógico e psicológico da escola e da família, sendo fundamental a participação dos pais na sua vida escolar, por exemplo.

Foto: divulgação

Bom exemplo: aluna do município foi premiada em Programa de Educação Ambiental

O Programa de Educação Ambiental (PEA) premiou recentemente uma aluna de Contenda: Quermilyn dos Santos, de 10 anos, foi destaque no quesito redação, onde Contenda concorreu com os demais municípios da região. A aluna cursa o 5.° ano na Escola Municipal do Campo Rui Barbosa e ganhou como prêmio do concurso um Tablet. A Professora Maria Klemba foi a responsável pelo desenvolvimento do projeto juntos aos alunos do 5.º ano.