Centro de Atenção Psicossocial acolhe e acompanha usuários de drogas e portadores de problemas mentais visando estimular a integração familiar e social do paciente

insercao-posto

foto-capsO dia mundial da saúde mental ocorre no dia 10 de outubro e foi criado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) em 1992 com o objetivo de chamar a atenção para os diferentes transtornos mentais que afetam as pessoas no mundo e mudar a forma como as vemos.

O início da história da saúde mental foi marcado pela ineficiência dos tratamentos e violação dos direitos humanos, caracterizados por um modelo marcado pelo aspecto da violência institucional e segregação dos pacientes.

Considerando as Portarias nº 52/GM/MS e 53/GM/MS, de 20 de janeiro de 2004, que estabelecem a redução progressiva dos leitos nos hospitais psiquiátricos do país, a reforma psiquiátrica veio propor a substituição do modelo segregativo por uma rede de serviços diversificados, integrados e regionalizados que desenvolvem a reorientação do modelo assistencial ao portador de transtorno mental, nos princípios da desinstitucionalização e da reinserção social.

A reforma psiquiátrica é uma ampla mudança do atendimento público em saúde mental, garantindo o acesso da população aos serviços e o respeito aos seus direitos e liberdade.  No ano de 2001 foi sancionada a Lei Federal 10.216 a qual redireciona a assistência em saúde mental, privilegiando a proteção e os direitos das pessoas com transtornos mentais e a oferta de uma rede de serviços e equipamentos variados como os Centros de Atenção Psicossocial (CAPS), os Serviços Residenciais Terapêuticos (SRT), os Centros de Convivência e Cultura e os leitos de atenção integral (em Hospitais Gerais e CAPS III) e o programa de Volta para Casa, que oferece uma bolsa para egressos de longas internações em hospitais Psiquiátricos.

Em outubro de 2014 foi implantado pela atual Administração Municipal de Contenda o Centro de Atenção Psicossocial – CAPS l, visando o atendimento Porta Aberta ao acesso, acolhimento e acompanhamento de pacientes que apresentam sofrimento mental severo e moderado, usuários de crack, álcool e outras drogas, estimulando sua integração familiar e social para atingir a reinserção social.

O CAPS I atualmente conta com uma equipe multiprofissional formada por psicóloga, enfermeira, assistente social, terapeuta ocupacional, recepcionista e serviços gerais, atendendo seus pacientes, familiares e a população em geral de segunda a sexta feira entre 8:00 e 17:00hrs.

Na data de 10/10/2016 o CAPS I de Contenda estará realizando as 13:30hrs uma roda de discussões, oficina terapêutica e confraternização com um lanche e espera receber pacientes e seus familiares nesta data.

Equipe CAPS I – Contenda