Cohapar e Prefeitura entregam residências no Habitar Brasil

Contenda (2)Com investimentos de aproximadamente R$ 998 mil, 22 famílias do município de Contenda realizaram na última sexta-feira (01) o sonho da casa própria. A entrega das chaves foi feita pelo Diretor de Regularização Fundiária da Companhia de Habitação do Paraná (Cohapar), Nelson Cordeiro Justus, junto com o prefeito Carlos Eugênio Stabach e demais autoridades.

“É uma alegria entregar essas moradias para famílias de Contenda, principalmente porque são casas do programa Morar Bem Paraná, que foram construídas em parceria com a CAIXA e prefeitura, e que tem por finalidade oferecer uma prestação mais barata para os beneficiados. Neste empreendimento, temos famílias que estão pagando menos de R$ 200 pelas moradias, que representa menos do que um aluguel na cidade”, relata o diretor.

As residências do Moradias Itapirubá, estão beneficiando famílias com renda mensal a partir de R$ 1.600. Neste empreendimento, os beneficiados pagarão prestações que variam de R$ 188 a R$ 430. Os recursos do empreendimento são do Programa Minha Casa Minha Vida, com financiamento do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS).

Durante o evento, o prefeito enfatizou que essas famílias estão transformando suas vidas graças a parceria entre os órgãos públicos. “Fizemos uma união de esforços que está beneficiando famílias na área urbana e rural. São moradias dignas que dão uma boa condição de vida para as pessoas. Vamos trabalhar para continuar construindo muito mais casas”, relata Stabach.

Investimentos – nos últimos anos, 22 moradias urbanas e 17 rurais foram entregues no município. Somadas, são 39 famílias sendo beneficiadas, com investimentos de R$ 1,4 milhão.

Sonéli Aparecida de Souza, 36 anos, pensionista, está muito feliz com a nova moradia. Ela é cadeirante, em função de uma distrofia muscular, e vai passar a viver na casa própria, que é adaptada. “Estou muito feliz porque agora terei a minha própria casa. Desde que casei, há 15 anos, nós vivíamos na casa da minha mãe. Agora vamos passar a viver em uma residência confortável, que foi adaptada especialmente para mim. A casa tem portas largas, rampa e banheiro que foram feitos para que eu possa viver melhor. Isso é maravilhoso e estou muito feliz”, conta.

Já a família da doméstica Vanda Silveira da Cruz, 29 anos, está contente, pois vão deixar de pagar aluguel e investir no imóvel próprio. Ela está morando na casa nova com o marido e dois filhos. “Pagávamos R$ 400 de aluguel para viver em dois cômodos. Agora vamos gastar menos para viver com mais conforto. É um sonho que está se realizando, pois não tínhamos condições de comprar uma casa dessas sem ajuda do governo. Agora estamos planejando móveis novos e algumas melhorias na casa”, disse.

Assessoria de Comunicação Companhia de Habitação do Paraná