Contenda completa 65 anos de emancipação política

 

novembro-2016-6

Foto e texto: Alexsandro Wojcik

Em 14 de novembro de 1951, o então governador do Estado do Paraná, Bento Munhoz da Rocha Neto, sancionava a Lei Estadual n° 790, que elevava Contenda à categoria de município. Até 1951, o então Distrito Judiciário de Contenda fazia parte da área territorial da Lapa. Nesta segunda-feira, dia 14 de novembro de 2016, portanto, a cidade completa 65 anos de emancipação política.

A emancipação teve seu início cerca de cinco anos antes de sua oficialização: no ano de 1946, durante o mandato de Otávio José Kuss na Lapa, foi criado em Contenda uma comissão que tinha por objetivo trabalhar em prol do desmembramento do Distrito junto ao município Lapeano e assim proceder com a consequente criação do município de Contenda. Um ano depois, mais precisamente em 27 de julho de 1947, essa comissão enviou ao Governo do Estado ofícios que reivindicavam a emancipação de independência política do então Distrito Judiciário de Contenda. Os documentos alegavam que o mesmo já estava dentro dos padrões mínimos previstos em lei para se tornar município desde 1930 e o Governador acatou a reivindicação.

Antes de ser Distrito Judiciário da Lapa, porém, Contenda foi Distrito Administrativo e Policial. E antes de se tornar Distrito, era Núcleo Colonial – este que começou a se formar quando colonos alemães e poloneses se estabeleceram nas proximidades do Rio Iguaçu por volta de 1895. Segundo registros históricos, quando os colonos imigrantes chegaram a estas terras em 1895, porém, já encontraram uma povoação nativa no local, que passou a ser palco de acirrados combates pela posse das terras.

O que atraiu os colonos e deu consistência ao surgimento da povoação local foi o advento da Estrada do Imperador, via antes conhecida por Estrada da Mata e que foi reconstruída especialmente para uma visita do Imperador Dom Pedro II à cidade da Lapa no ano de 1880. O responsável pela melhoria da estrada, em 1878, foi o engenheiro inglês Walter Joslin, em companhia de seu concunhado Jaimes Good. A Estrada do Imperador passa pelo atual quadro urbano de Contenda – pelas Avenidas Eleutério de Souza Padilha e Avenida João Franco, no centro, e pela Avenida das Américas, que liga o centro à Serrinha. Após a visita de Dom Pedro, pela Estrada do Imperador passariam ainda tropas que agregariam voluntários para combater na Revolução Federalista durante o Cerco da Lapa.

O trabalho na agricultura deu grande impulso no desenvolvimento das atividades do Núcleo Colonial, mas isso só aconteceu quando as disputas sobre as terras foram amenizadas. Algum tempo após sua fundação, a Colônia Contenda transformou-se em Distrito Administrativo da Lapa, sendo elevada à categoria de Distrito Policial em 1913, Distrito Judiciário em 1918, e finalmente a Município em 1951.

João Soares Franco e seu irmão Constantino Soares da Silva ganharam notoriedade por seu trabalho em prol do desenvolvimento da região na época. O Coronel João Soares Franco se tornaria, no início do século XX, o primeiro representante de Contenda na história política da Lapa. Foi através de seu trabalho que Contenda foi elevada à categoria de Distrito Policial e posteriormente Judiciário. João faleceu em maio de 1921 e seu genro herdou o comando político do Distrito de Contenda: o Coronel da Guarda Municipal Miguel Franco Filho, que hoje batiza o Colégio Estadual da cidade e também tem seu nome intimamente ligado ao progresso de Contenda.

Fonte bibliográfica: ‘Contenda: sua história e sua gente’, de Hildemar Cardoso Moreira.

prefeitura-municipal-22

Foto: Prefeitura Municipal/divulgação.

Segundo a última estimativa oficial do IBGE, de 30 de agosto de 2016, Contenda possui 17.745 habitantes. Confira mais dados sobre o município no Caderno Estatístico publicado pelo Instituto Paranaense de Desenvolvimento Econômico e Social – Ipardes. O material foi publicado em outubro de 2016 e contém vários dados atualizados sobre atividades econômicas, distribuição da população, território, etc. Clique aqui para abrir o PDF