Ex-prefeito de Araucária, Olizandro Ferreira ainda não foi preso

 

Foto: divulgação.

Alexsandro Wojcik

Araucária dominou o noticiário regional ontem (05), quando foram deflagradas pelo Ministério Público do Paraná (MP-PR) e pelo Gaeco operações que tem como alvos Vereadores, Ex-Vereadores, funcionários públicos e dois Ex-prefeitos do município vizinho. Foram expedidos 23 mandados de prisão, além de mandados de busca e apreensão e de condução coercitiva.

O Ex-Prefeito Olizandro José Ferreira teve o mandado de prisão preventiva decretado pela Justiça mas até o momento não foi localizado. A defesa do Ex-Prefeito alega que o mesmo está viajando. Também foi decretada a prisão do Ex-Prefeito Rui Sérgio de Souza, que era vice de Olizandro e assumiu depois que ele se afastou do cargo. Rui Souza, porém, já está preso por ter sido condenado a 50 anos de prisão por crimes contra a administração pública.

A operação investiga sobretudo o pagamento de propina a Vereadores por parte de Olizandro em troca de apoio político e também a compra de terrenos superfaturados pela Prefeitura Municipal, entre outros esquemas de corrupção.

Dos 23 mandados de prisão 10 foram contra vereadores da última legislatura. Segundo o Jornal O Popular do Paraná, são eles: Adriana Cocci, Alex Nogueira, Esmael Padilha, Francisco Cabrini, Josué Kersten, Paulo Horácio, Pedro Ferreira de Lima, Pedro Nogueira, Vanderlei de Oliveira e Wilson Roberto David Mota (Betão).

Pelo menos 15 pessoas já foram presas e entre os presos está inclusive o ex-secretário do governador Beto Richa (PSDB), Edson Casagrande.

Os mandados foram expedidos pelo juiz Sergio Bernardinetti, da Vara Criminal de Araucária.

Dos 23 mandados de prisão 10 foram contra vereadores da última legislatura. Imagens: Jornal O Popular do Paraná / reprodução