População reclama de falta d’água em vários bairros e Sanepar diz que investirá em novas obras em Contenda

Vazamento d’água em Serrinha teria durado meses. Sanepar garante que o problema foi resolvido.

Alexsandro Wojcik

Serviços prestados pela Companhia de Saneamento do Paraná, a Sanepar, mais uma vez estão virando motivo de reclamação por parte de vários moradores de diferentes bairros de Contenda. O relato geral é que em muitos lugares falta água, principalmente aos finais de semana. Apesar das muitas ligações e notificações feitas pelos moradores, a maioria reclama que pouco se faz com relação ao problema. “Todo final de semana não tem água aqui no Jardim Paraná (Proferco). Os funcionários da Sanepar vêm, olham o relógio de água e vão embora. Não dão resposta nenhuma.”, protesta, por exemplo, Diego Baumel, morador do bairro em questão.

Enquanto que em várias localidades a reclamação é com relação à falta d’água, moradores de Serrinha denunciaram recentemente um vazamento na caixa d’água local. Segundo eles, o problema ocorreu por alguns meses, com muita água tendo sido desperdiçada, até que nos últimos dias, aparentemente, o problema foi resolvido. “Esse derramamento de água ocorreu dia e noite aqui. Não foi coisa de dois, três dias, e sim de dois ou três meses.”, comentou o morador Rafael Furman. Em nota, a Sanepar afirmou que houve um problema com uma válvula no reservatório local e que ela teria sido substituída.

Já sobre o desabastecimento, a equipe da Sanepar responsável por Contenda informou que o sistema está sendo monitorado diariamente e que, para este verão, estudos estariam sendo feitos para a substituição de redes finas e a ampliação das áreas dos poços. A Sanepar fez questão de anunciar também que está prevista uma obra de melhoria em todo o sistema de Contenda, com valor aproximado de R$ 7.700.000,00. As obras seriam de ampliação de todo o sistema de abastecimento de água na cidade, com captação de água subterrânea, casa de química, estações elevatórias, adutora de água bruta, centro de reservação e redes de distribuição. A informação é que tal obra, porém, está em fase licitatória e, por isso, ainda sem previsão de início.