Jovem de Contenda procura por doador de medula óssea

Alexsandro Wojcik

RuanUm jovem, morador de Contenda, precisa de um doador de medula óssea. Ruan Deda tem apenas 20 anos e enfrenta uma leucemia, doença que vinha sendo tratada intensivamente com quimioterapia, mas voltou a se manifestar recentemente. Na semana passada, Ruan recebeu a notícia de que precisa de um transplante. A chance de encontrar um doador compatível é de 1 em 100.000 (uma em cem mil).

Para ser um doador, o candidato precisa ir até o banco de sangue mais próximo portando RG e CPF, preencher uma ficha e retirar até 10 ml de sangue. Caso o candidato a doador tenha a medula compatível, ele é submetido a uma cirurgia com anestesia geral, com período de internamento de 24 horas. Cerca de uma semana depois o doador já pode voltar a sua rotina normal.

As doações de sangue para análise podem ser feitas no Hemobanco – Banco de sangue, na Rua Capitão Souza Franco, 290, bairro Bigorrilho, em Curitiba. O local é aberto de segunda à sexta-feira, das 8h às 17h, e aos sábados das 8h às 13h30. Melhores informações podem ser obtidas pelo fone 41.3023-5545.

A Secretaria Municipal de Saúde informou hoje (07) que estará disponibilizando transporte para deslocamento de interessados até o município de Curitiba para cadastro para possível doação de medula, bem como para doação de sangue para quem tiver interesse.

Os interessados devem deixar o nome e o telefone para contato na Secretaria Municipal de Saúde até esta quarta-feira. Haverá um agendamento após a formação da lista de doadores, de acordo com a capacidade de atendimento do Biobanco do Hospital de Clínicas, para onde serão deslocados os candidatos.

A doação de medula óssea é um gesto de solidariedade mais do que nobre e pode salvar vidas. No caso do jovem Ruan, vale lembrar que mesmo não tendo uma medula compatível com a dele, o candidato pode acabar ajudando outra pessoa que também precise do transplante.

Foto: reprodução/facebook.