Ladrões de carro dão de cara com a Rone e um tomba morto

Átila Alberti

Foto: Átila Alberti.

Assim que perceberam que estavam sendo perseguidos por uma viatura da Rondas Ostensivas de Natureza Especial (Rone), três suspeitos que estavam em um Peugeot prata roubado abandonaram o veículo e correram, na tarde dessa quarta-feira (22). Um deles disparou contra os policiais e, no revide, foi baleado e não resistiu aos ferimentos. Um rapaz foi preso e o terceiro suspeito conseguiu escapar.

Segundo o capitão Sérgio, da Rone, o carro foi roubado no dia anterior, na Rua Theodoro Makiolka, no bairro Santa Cândida. Os policiais receberam a informação que o carro estaria circulando na região e localizaram-no na Avenida Paraná. Ao avistarem a viatura, os três suspeitos abandonaram o veículo e correram.

Dois cruzaram a canaleta para dificultar para os policiais e um deles atirou contra a equipe, conforme o capitão. O suspeito, de 22 anos, que não teve o nome divulgado, foi baleado e caiu morto ao lado de uma valeta na Rua Diógenes do Brasil Lobato, no bairro Tingui. De acordo com a polícia, contra ele havia um mandado de prisão em aberto por tráfico de drogas. O jovem estava com um revólver calibre 38, com duas munições deflagradas e quatro intactas.

Outro rapaz, de 23 anos, se entregou e foi detido. Ele foi levado à Delegacia de Furtos e Roubos de Veículos (DFRV). Contra ele havia um mandado de prisão em aberto por latrocínio (roubo seguido de morte). O terceiro suspeito não foi localizado.

Fonte: Paraná Online