Multas de trânsito: até 10 vezes mais caras a partir do mês que vem

Foto Tribuna do Paraná

Foto: Tribuna do Paraná.

Mudanças no Código Brasileiro de Trânsito, que entram em vigor a partir de novembro próximo, vão aumentar o risco de prisão e o valor das multas para os infratores. Uma lei federal, que alterou 11 artigos do Código, faz parte do pacote de mudanças legislativas propostas pela Polícia Rodoviária Federal para diminuir as mortes no trânsito em 50% até 2020.

Na prática, isso significa que algumas multas ficam até dez vezes mais caras, como as infrações por ultrapassar na faixa contínua em pontes, viadutos ou pela direita, usando o acostamento. Elas vão passar dos atuais R$ 191,00 para R$ 957,00. Já a chamada ultrapassagem forçada é a que mais vai pesar no bolso do motorista irresponsável: o valor será de R$ 1.915,00.

A legislação também ficará mais rigorosa para os crimes de trânsito. Hoje, quem é flagrado dirigindo embriagado e machucar ou matar alguém cumpre pena até em regime aberto. Com a nova lei, esse motorista que bebeu pode cumprir pena sem deixar a prisão.

Também vai ser preso quem beber, fizer racha e ferir alguém: pena de três a seis anos. Quem participa de rachas hoje paga R$ 575,00. Já a partir de novembro, a multa passará para R$ 1.915,00.

Da redação – Fonte: Tribuna do Paraná