Paróquia São João Batista comemora centenário

Texto: Antônia Lucia Cotovicz Baumel

Planejar a vida pastoral de uma Paróquia não pode ser um processo meramente técnico e burocrático, pensado somente para o crescimento estrutural e patrimonial. É preciso que se torne uma ação carregada de sentido espiritual e mistagógico. Por isso, todo processo precisa ser rezado, celebrado e transformado em louvor a Deus. Para tanto, são necessários evangelizadores “que se abrem sem medo à ação do Espírito Santo”, “que anunciam a Boa-Nova com uma vida transfigurada pela presença de Deus e que rezam e trabalham”. (DGAE 2015-2019 – nº 128)

Com este pensamento, somos gratos à Deus Pai que guiou a vida e a obra de tantas famílias, padres e missionários, bispos e leigos no decorrer destes 100 anos de trabalho pastoral em nossa paróquia, no seguimento evangélico de seu Filho Jesus Cristo, iluminados e movidos pela ardente força do Espírito Santo.

Desde muito pequenos nos ensinam que “amamos aquilo que conhecemos” e que “somos responsáveis pelo que nos cativa e entusiasma”. Queremos que conheçam a história desta pequena e humilde paróquia, que sejam cativados pela força da fé das primeiras famílias, padres e missionários, catequistas e evangelizadores, membros de pastorais – movimentos – associações e serviços, devotos que foram erigindo as comunidades eclesiais e se transfigurando pouco a pouco pelo poder da oração e do trabalho evangelizador. Queremos também, que diante desta contemplação histórica da presença de Deus na vida de cada um que aqui viveu e, que vive hoje, nos responsabilizemos pelo projeto evangelizador do nosso tempo – rumo ao próximo centenário.

Peçamos que Deus nos conduza e que tenhamos a graça de poder anunciar – neste tempo e nesta paróquia – que Jesus é o Senhor de nossas vidas, abrindo nossa vida e nossa alma à ação do Espírito Santo que faz novas todas as coisas. E peçamos confiantes: Fica conosco, Senhor!

Histórico da Paróquia São João Batista de Contenda

Na escrituração consta como Paróquia de São João Evangelista, porém o costume popular tratou de chamá-la de São João Batista, por causa da imagem que se acha na Matriz.

Esta Paróquia foi surgindo a medida que vinham novos colonos para estas regiões. Em 24 de março de 1887 já havia provisão para se construir uma capela em Contenda. Desde 1903, com a vinda dos padres lazaristas poloneses, a região que abrangia as colônias: Contenda, Serrinha e Catanduvas era visitada, mensalmente, a cavalo, pelos missionários da Congregação da Missão, que vinham a esta visitação ora de Tomaz Coelho, ora de Abranches ou de Orleans, com a permissão do vigário da Lapa a quem pertenciam estas localidades.

A 1º de abril de 1921, D. João Francisco Braga, bispo de Curitiba erigiu oficialmente a Paróquia São João Batista de Contenda, desmembrando da Lapa, com sede em Contenda e que abrangia as comunidades de Serrinha, Catanduvas e Areia Branca (hoje Quitandinha).

Primeiramente, a sede ficou em Contenda por ser o centro distrital. Contudo, o padre residia em Catanduvas nos anos de 1921 a 1936 e em Serrinha de 1936 a 1953. A partir do ano de 1953 foi construída a casa paroquial em Contenda onde o padre passou a residir. O primeiro sacerdote a habitar a nova casa paroquial de Contenda foi o padre Antonio Myszka.

Um documento da Diocese dava permissão de construir uma Capela em Contenda. Já em maio de 1920 o casal Eleutério de Souza Padilha e Eliza Rudek Padilha doaram uma área de terreno de mais ou menos um alqueire (24.200 m2) com a finalidade de construir uma Capela, o que rapidamente aconteceu. Teve pouca duração pois seria demolida para dar lugar a Igreja que temos hoje. A construção da mesma teve início no dia 01 de junho de 1957. Era então vigário o Pe. José Klaper. Já no dia 18 do mesmo mês e ano deu-se o lançamento da pedra fundamental pelo então prefeito Anadyr de Moura Carvalho.

 

A primeira missa na nova Igreja foi rezada pelo Pe. Estanislau Piasecki, que na ocasião era Visitador (chefe) dos padres vicentinos. Isto deu-se aos 28 de abril de 1958. A torre só ficou concluída em 16 de setembro do mesmo ano. Foram colocados ali três sinos: um de 70 quilos.

No dia 02 de maio de 1941 o Bispo D. Atiço Euzébio da Rocha criou a Paróquia Imaculada Conceição de Catanduvas e Senhor Bom Jesus de Areia Branca, desmembrando-as de Contenda.

PADRES QUE TRABALHARAM NA PARÓQUIA:
– Pe. João Zygmunt (1921)                                              – Pe. José Kotlinski (1965)
– Pe. Tomás Kania (1922)                                                 – Pe. Ladislau Serzysko (1967)   
– Pe. Francisco Komander (1924)                                    – Pe. José Kielczewski ( 1969)
– Pe. Estanislau Piasecki (1928) – Pe. Bronislau Bauer (1977)
– Pe. Francisco Chylaszek (1929)                                    – Pe. João Kulaga (1982)
– Pe. Francisco Zdzieblo (1936)                                          – Pe. Pedro Greboge Filho (1984)
– Pe. Estanislau Piasecki (1938)                                       – Pe. Luiz Carlos de Oliveira (1994)
– Pe Antonio Myszka (1953)                                           – Pe. Milton Machniewicz (1997)
– Pe. José Klaper (1956)                                                  – Pe. Luiz Czarnecki (2006)
– Pe. Adalberto Sojka (1959) – Pe. Geraldo Valenga (2009)                                    
– Pe. João Pawlik (1960)                                                 – Pe. Martín Antonio Haubert Stein (2013)
– Pe. Eduardo Pinocy (1963) – Pe. Claudio Walenga (2017)
– Pe. Wendelino Swierczek (1964)  

PADRES VIGÁRIOS E COADJUTORES:

Pe. Simão Sojka (1928) Pe. Antonio Myszka, (1951-1953)
Pe. Vitor Dewor (1932) Pe. José Kielczewski
Pe. Francisco Zdzieblo (1932) Pe. Tadeu Kolodziejczyk (1978)
Pe. José Lopacinski (1936) Pe. Henrique Jaworski (1980)
Pe. José Klaper. (1947-1948) Pe. Humberto Sinka  (2011)
Pe. Casemiro Mikucki, (1948-1949) Pe. Geraldo Valenga (2019-2021)

Atualmente temos 10 Capelas na Paróquia, que são as seguintes:

– Capela Sant’Ana – Serrinha

– Capela São Sebastião – Fundo do Mato

– Capela Santa Ana – São Pedro

– Capela São Roque – Itagassava

– Capela Senhor Bom Jesus – Campestre

– Capela São Cristóvão – Trevo

– Capela Nossa Sra. das Graças – Jardim Planalto ou Loteamento São João

– Capela São Vicente de Paulo – Passo da Cruz

– Capela São Pedro – Colônia Santana

– Capela São Bento – Habitar Brasil ou Jardim Itaberubá      

FORMAÇÃO PASTORAL ATUAL:

Pastoral Catequética, Pastoral Familiar, Pastoral do Batismo, Pastoral do Dízimo,  Pastoral da Criança, Pastoral Litúrgica e Cantos, Pastoral Juvenil, Pastoral Vocacional, Pastoral da Acolhida, Pastoral Social, E.C.C. (Encontro de Casais com Cristo), Associação de Santa Rita, Associação dos Santos Anjos, Coroinhas, Conferência Vicentina,  Apostolado da Oração, Movimento das Capelinhas, MAC’S (Ministros Auxiliares da Comunidade), Rosário Vivo, Grupos de Reflexão, Equipe de Campanhas, Terço dos Homens, Terço das Famílias, RCC (Renovação Carismática Católica),  CMPP (Conselho Missionário Pastoral Paroquial), CMPC (Conselho Missionário Pastoral Comunitário), EEAE (Equipe Econômica de Administração e Economia).

Acontecimentos diversos:

– 07/12/2010 – Ordenação do Pe. Odair José Durau

Local da Celebração: Contendão.

– 1º Diácono Ordenado da Paróquia: Vicente Gremski

15/11/2014 Celebração na Matriz da Paróquia Senhor Bom Jesus de Mandirituba.

– Congregação das Irmãs de São José – residiram em Contenda de 05/09/1989 à 06/11/2002, onde fizeram contrato com a Prefeitura Municipal e neste período auxiliaram nos trabalhos pastorais da Paróquia.

– COMEMORAÇÕES E CELEBRAÇÕES DO CENTENÁRIO:

Toda a programação comunitária com festa, shows, apresentações, confraternizações foi cancelada devida às determinações em combate e prevenção à pandemia da COVID-19.

Seguiremos unidos e perseverantes na oração e convidamos cada família e membro paroquiano a celebrar e festejar em sua casa: faça um pequeno andor com a imagem de São João Batista, reze em família: terço, ladainha, orações à São João Batista, peça intercessão para o fim desta pandemia, confraternize em família e festeje o centenário com alegria e esperança, …

ORAÇÃO PARA O CENTENÁRIO DA PARÓQUIA SÃO JOÃO BATISTA:

Ó Deus Pai, Filho e Espírito Santo, nós vos damos graças e vos bendizemos por tantas maravilhas que tendes concedido à nossa Paróquia São João Batista.

São 100 anos de evangelização e estamos em pleno centenário.

Levados pela caridade de Cristo e do precursor São João Batista a testemunhar com fé, devoção, esperança e caridade, na justiça e na paz, o batismo que nos lavou e, o sangue que nos deu nova vida, no Espírito que nos ungiu; renovamos nosso desejo de continuar anunciando a Boa Nova, em novos tempos. Continuaremos a sair em missão, sensíveis aos clamores e necessidades de nossos irmãos e irmãs.

Guiados e iluminados pelo vosso Espírito Santo, na misericórdia que nos vem de Vós, queremos responder às urgências da missão na formação do Povo de Deus e na construção do Vosso Reino.

Nossa Senhora das Graças – intercessora nossa, São João Batista – nosso padroeiro, rogai por nós! Amém.

O ANÚNCIO DE JOÃO BATISTA – (Lc 3,10-18) – COMO NOSSA MISSÃO PERMANENTE

As multidões lhe perguntavam: “Que devemos fazer?”

João respondia: “Quem tiver duas túnicas, dê uma a quem não tem; e quem tiver comida, faça o mesmo!”

Até alguns publicanos foram para o batismo e perguntaram: “Mestre, que devemos fazer?” Ele respondeu: “Não cobreis nada mais do que foi estabelecido.”

Alguns soldados também lhe perguntaram: “E nós, que devemos fazer?” João respondeu: “Não maltrateis a ninguém, nem tomeis dinheiro à força; não façais denúncias falsas e contentai-vos com o vosso salário.”

Como o povo estivesse na expectativa, todos se perguntavam interiormente se João era ou não o Cristo e, ele respondia a todos: “Eu vos batizo com água, mas virá Àquele que é mais forte do que eu. Eu não sou digno de desatar a correia de suas sandálias. Ele vos batizará com o Espírito Santo e com fogo. Ele traz a pá em sua mão para limpar a eira, a fim de guardar o trigo no celeiro; mas a palha, ele queimará num fogo que não se apaga.”

Assim e com muitas outras exortações, João anunciava ao povo.

(EIS A NOSSA MISSÃO: ANUNCIAR!)

CELEBRAÇÃO EUCARÍSTICA SOLENE

DIA: 11 DE ABRIL DE 2021

HORÁRIO: 9H30

LOCAL: SALÃO PAROQUIAL – CONTENDÃO

PRESIDIDA: DOM CELSO ANTONIO MARCHIORI – BISPO DA DIOCESE DE SÃO JOSÉ DOS PINHAIS

TRANSMITIDA: pelo facebook da Paróquia https://pt.br.facebook.com/parsjb/

HINO DO CENTENÁRIO

“HINO DOS 100 ANOS”- PARÓQUIA SÃO JOÃO BATISTA

CONTENDA – PARANÁ – 1921 – 2021

Letra e Música: Edilza Silva dos Santos Chibior

Tantos sonhos e conquistas

Pra chegar até aqui

Mulheres, jovens, homens e crianças

Pensaram em construir

Edificar uma igreja

Para o povo de Contenda

Que nunca pensou em desistir

E com a intercessão de São Vicente

O patrono da missão

Dos muitos padres que aqui chegaram

E sentiram no coração

Em formar uma comunidade

Firme forte e com vontade

Iniciaram a evangelização

Refrão

100 ANOS DA NOSSA PARÓQUIA

STO LAT ENTÃO CHEGOU

O GLORIOSO SÃO JOÃO BATISTA INTERCEDE A DEUS POR NÓS COM AMOR

100 ANOS DA NOSSA PARÓQUIA

STO LAT ENTÃO CHEGOU

OBRIGADO SÃO JOÃO BATISTA

CONTENDA TE ACLAMA COM MUITO FERVOR

Mil novecentos e vinte e um

Foi que Dom João erigiu

E a Paróquia São João Batista

Com muito esforço se construiu

Cem anos se passaram

E nossa fé só aumentou

No precursor do messias

O povo sempre confiou

Refrão 2X Obrigado São João Batista Contenda te aclama, com muito fervor!

“Hino dos 100 anos da Paróquia São João Batista”

Letra e Melodia: Edilza Silva dos Santos Chibior

Gravação

Coro composto por integrantes da Equipe de Cânticos da Matriz:

  1. Alexandre Bruno dos Santos
  2. Andréia Knapik Klenke
  3. Edilza Silva dos Santos Chibior
  4. Eva Marcela Batista da Silva
  5. Gabriel Gonçalves da Silva
  6. Igor Colella da Silva Navarro
  7. Janete Solange Lech Mazur
  8. Jheniffer de Souza da Silva
  9. João Alisson Pinheiro
  10. João Francisco da Silva
  11. Joel Taborda
  12. Rafael Fernandes Pinheiro

Participação das crianças: Isabela de Souza da Silva, Isabella Bruno dos Santos e Maria Helena Taborda

Músicos:

Teclados e arranjos: Edilson Silva dos Santos

Gaita e violino: Miguel Taborda

Violão e vocais: Alexandre Bruno dos Santos

Guitarra: Joel Taborda

Baixo: Ildefonso Wasilevski

Bateria: Mizael Francisco Treziak

Gravado, mixado e produzido por Studio JT (Glos Produtora Artística Ltda) entre os dias 04  e  27 de  março  de  2021  –  Contenda – PR

Obs: Todos os músicos e cantores fizeram um trabalho voluntário.

Que São João Batista interceda a Deus pela vida de cada um!!!

Gratidão!!!