Professores voltam a Vila Capanema hoje (09) para decidir se greve acaba ou não

professores-assembleia-3jc

Professores lotaram a Vila na última assembléia, que decidiu pela continuação da greve. Foto: Jonathan Campos/Gazeta do Povo.

Os professores da rede estadual de ensino decidem em assembleia nesta segunda-feira (09), a partir das 8h30, se encerram ou não a greve que completa hoje 29 dias. A assembleia será novamente no estádio Vila Capanema, em Curitiba. Os professores vão avaliar o recuo na fusão de fundos do Paranaprevidência, já que o Governo do Paraná não vai mais fundir os dois fundos previdenciários, como havia anunciado. Nesta segunda-feira também começa a valer a decisão do Tribunal de Justiça do Paraná (TJ), que determina a volta dos professores às salas de aula, sob pena de multa.

Na manhã da última sexta-feira (06), integrantes do comando estadual de greve, direção estadual da APP-Sindicato e representantes do governo do Estado participaram, no Tribunal de Justiça do Paraná de uma reunião mediada pelo Desembargador Luiz Mateus de Lima.

Como o governo deu por encerrada as negociações, o diálogo precisou ser reaberto pelo judiciário através de um pedido da APP-Sindicato. Na última assembleia educadores (as) deliberaram que houvesse esse pedido formal. O objetivo foi de que o governo avançasse nas pautas da greve já apresentadas e debatidas em outras três mesas de negociação. Ao final do debate foi elaborado uma carta-compromisso do governo avalizada pelo judiciário em que o governo se compromete com 17 pontos que fazem parte da pauta greve.

O compromisso assumido pela APP-Sindicato foi de levar este documento à apreciação na assembleia de hoje. Caso seja aprovado pela assembleia, o documento segue para homologação no Tribunal de Justiça e a greve é encerrada.

Na negociação até aqui, o Governo também se comprometeu a pagar o adicional de férias, programado para 31 de março. Além disso, o governo comprometeu-se a pagar os passivos de progressões e promoções até 31 de agosto (para os funcionários) e 31 de outubro (professores). Outro ponto valorizado foi a nomeação de 1.015 pedagogos, na sexta-feira, e a previsão de que ainda esta semana outras 463 pessoas aprovadas no último concurso para professores somem-se às 5.522 nomeadas em janeiro.

 Fonte: Banda B

.