Serviço de telemedicina pode ser implantado em Contenda

Fonte: Comunicação | Prefeitura Municipal

Intermediados pela Invest Paraná, uma agência do Governo do Estado de apoio a empresas locais e novos investimentos, membros da Metasaúde Paraná estiveram em Contenda na última terça-feira (16), apresentando a Telemedicina. A tecnologia consiste na oferta de consultas médicas, de forma remota, das mais diversas especialidades.

De acordo com Venderlim Vaz Júnior, representante da Metasaúde Paraná, o serviço é realizado por vídeo-chamada com médicos especialistas de todo Brasil, através de um totem, que fica disponível em um local indicado pelo município.

Utilizado principalmente pela rede particular de saúde, nesta telemedicina o paciente vai até a unidade de saúde com horário agendado e conversa com o médico ao vivo da mesma forma como se estivesse em uma consulta normal. Ao final da teleconferência, o paciente recebe automaticamente a prescrição médica, receitas, atestado médico, solicitação de exames, encaminhamento médico e o histórico completo de atendimento.

Entre outras vantagens para o cidadão, está a oferta de mais especialidades médicas, atendimento com hora marcada, diagnóstico precoce, além do paciente não precisar se deslocar para outro município para ser atendido. Já para o município existe a economia com o custo de transportes, integração com o sistema e-SUS e maior oferta de atendimento de Média e Alta Complexidade (MAC).

“Neste processo, primeiramente o paciente é atendido pelo clínico geral da Unidade de Saúde, que posteriormente, se necessário, faz o encaminhamento para o médico especialista. Sem dúvidas essa é uma tecnologia que amplia o nosso leque de ofertas de especialidades médicas em Contenda. Estamos cientes de que alguns casos é necessário atendimento presencial, mas outros podem ser atendidos pela teleconferência”, informa o secretário de Administração, Jaime Kfiatkoski.

“O município de Piên foi a primeira cidade do Paraná a implantar esta tecnologia e tem alcançado ótimos números. É muito importante destacar também que este trabalho é reconhecido pelo Ministério da Saúde”, comunica o assessor de Desenvolvimento Econômico da Invest Paraná, Márcio Wozniack.

Segundo Venderlim, o município de Contenda não tem qualquer custo de locação e instalação do equipamento, arcando apenas com as consultas realizadas. Os valores variam conforme a especialidade, custando entre R$ 100 e R$ 150 reais à consulta.

“Vamos fazer um estudo na administração e saúde para viabilizar este serviço para a nossa população. Essa é uma tecnologia inovadora que faz parte do Plano de Governo do prefeito Mostarda e que agilizará o atendimento de especialidades em nosso município.”, concluiu Kfiatkoski.

Também participaram da reunião a secretária de Finanças, Simone Polak Silva, o subprocurador Eliézer Reis, e a diretora do Hospital Municipal Miqueline e Elisa Franco Padilha, Sandra Terezinha Olech Ribeiro.