Quando devo levar meu filho (a) ao oftalmologista?

A primeira consulta com especialista deve acontecer até o primeiro ano de vida.

O diagnóstico precoce de qualquer doença é fundamental para o desenvolvimento perfeito da visão e consequentemente da criança.

O olho é o órgão que mais se desenvolve nos primeiros 12 meses, evoluindo até que por volta dos 5 a 7 anos a visão esteja completa. Aos 10 anos de idade o sistema visual é considerado maduro.

Se o olho for privado de enxergar com nitidez por conta de alguma patologia, dificilmente terá chance de se desenvolver plenamente após essa idade.

O primeiro exame nos olhos da criança é realizado ainda na maternidade – é o chamado teste do olhinho (Teste do Reflexo Vermelho). Com esse teste pode-se identificar precocemente alterações oculares como mal formações congênitas, catarata, entre outros.

Bebês prematuros, em especial os que nasceram com menos de 1,5 Kg e que precisaram de oxigênioterapia, devem ser avaliados pelo oftalmologista entre quatro e seis semanas de vida.

Se ainda permanecer hospitalizado, a avaliação deve ser feita na Unidade Neonatal. Esse exame determinará a freqüência das reavaliações e também o acompanhamento durante o primeiro ano de vida.

Crianças de 0 a 2 anos devem ser avaliadas 2 a 3 vezes ao ano (podendo variar conforme fatores de risco gestacionais, histórico familiar e predisposição genética).

Crianças acima de 2 anos devem ser avaliadas 1 vez ao ano.

Se alguma patologia/alteração for identificada o acompanhamento deve se iniciar imediatamente e a periodicidade será alterada conforme orientação do oftalmologista.