Após Justiça determinar frota mínima, ônibus em Araucária voltam a circular, mas com catraca livre

insercao-otica-400014724640_1793613624187236_7272298196876090928_nOs motoristas e cobradores da Viação Tindiquera, que atende 60 linhas urbanas de Araucária, voltaram a trabalhar nesta sexta-feira (28), após quatro dias de paralisação. A decisão foi tomada pelos trabalhadores depois que a 1ª Vara Cível do Foro Regional de Araucária determinou, nesta quinta-feira (27), que a empresa colocasse, de imediato, no mínimo, 30% da frota circulando nos horários normais. Os motoristas e cobradores decidiram então voltar a trabalhar, mas com a frota integral e sem a cobrança de passagem.

“Todos os ônibus da Viação Tindiquera estão circulando sem cobrar passagem dos usuários. Os trabalhadores estão fazendo isso em protesto porque não receberam o pagamento do vale, que deveria ter sido feito no dia 20 e até agora nenhum centavo foi depositado”, informou Anderson Teixeira, presidente do Sindimoc

A 1ª Vara Cível do Foro Regional de Araucária determinou a circulação de 50% da frota nos horários de rush (das 7h às 9h, das 12h às 14h, das 18h às 20h), sob pena de aplicação de multa diária no montante equivalente a R$ 50 mil. A decisão da Justiça também intimou a Viação Tindiquera a comparecer a uma audiência de conciliação marcada para 2 de dezembro, às 15h30. Cerca de 400 motoristas e cobradores estão em greve, o que prejudica mais de 33 mil usuários.

De acordo com o Sindimoc, não há previsão de até quando os usuários irão circular nos ônibus sem pagar passagem. A Viação Tindiquera e a prefeitura de Araucária ainda não se manifestaram nesta sexta-feira.