Além do filho, polícia não aponta outro suspeito no caso Lara

Civil

Polícia Civil da Lapa é a encarregada das investigações sobre o crime. Foto: divulgação.

Alexsandro Wojcik

Um crime chocante foi registrado na última segunda-feira (09), em Contenda.  Um corpo foi encontrado no interior de uma residência na Rua Luiz Baumel pela manhã e, segundo as denúncias anônimas recebidas pelas Polícias Civil e Militar, que estiveram no local, a vítima teria sido morta pelo próprio filho.

A princípio, Otávio de Lara teria sido morto por asfixia, mas uma grande quantidade de sangue existente no local também indica algum tipo de trauma sofrido por ele. A causa exata da morte ainda deverá ser apurada com base no laudo da perícia feita pelo Instituto Médico Legal.

O corpo de Otávio foi depositado embaixo da cama e estava envolto em cobertas. Ele foi recolhido pelo IML e, posteriormente, velado e sepultado.

De acordo com a Polícia Militar, o acusado negou a autoria do crime. Paulo Rodrigo Freitas Lara prestou depoimento no dia e foi liberado depois de dar sua versão, pois não havia materialidade suficiente para mantê-lo preso, apenas o corpo e a denúncia, já que não foi uma situação de flagrante. Paulo, chamado sempre pelo segundo nome, não levantava suspeita nenhuma, era conhecido por ser um rapaz tranquilo e até mesmo extrovertido entre os amigos.

Uma nova perícia ainda deve ser feita pela Criminalística no local do ocorrido. Digitais já foram recolhidas na residência e exames devem apontar suas identidades.

A Delegacia de Polícia Civil da Lapa instaurou um inquérito e conduz as investigações sobre o caso. Segundo o Delegado Vinícius Fernandes Maciel, que coordena a operação, Otávio já estava morto há aproximadamente 60 horas quando foi encontrado embaixo da cama. Além do filho da vítima, o Delegado não confirmou a existência de outros suspeitos, mas afirma que a polícia deve ouvir pelo menos 13 pessoas no decorrer das próximas semanas para tentar elucidar o caso. Maciel disse ainda que este não será um crime facilmente resolvido, mas que a equipe de polícia reconhece o impacto que ele teve na população contendense e que está determinada a identificar o responsável.