Justiça determina aos professores e funcionários estaduais retorno imediato às aulas

greve1

Foto: divulgação.

O desembargador Luiz Mateus de Lima, do Tribunal de Justiça do Paraná, determinou na tarde desta quarta-feira (04) o retorno imediato às aulas por parte dos professores e funcionários da rede Estadual de Ensino. Em caso de descumprimento, a multa diária será de R$ 20 mil.

A greve é extremamente prejudicial a milhares de estudantes, os quais estão sendo as maiores vítimas, afirma o desembargador na decisão. Para ele, deve prevalecer o direito essencial à educação, além dos princípios da supremacia do interesse público e da continuidade dos serviços públicos acima do interesse particular, no caso, da categoria profissional.

A APP-Sindicato ainda não se manifestou.

Da redação