Atiradores invadem casa e matam homem na frente da esposa e da filha pequena em Araucária

insercao-posto

dm-banda-bO alvará de soltura de João Marcos da Silva Rodrigues, 26 anos, expedido em menos de 48 horas de um crime em flagrante, pode ter auxiliado na morte dele, no fim da madrugada desta segunda-feira (17), em Araucária. Rodrigues foi morto ao lado da esposa e da filha – que dormiam na mesma cama que ele. As duas não se feriram.

De acordo com a esposa da vítima, dois homens entraram na casa por volta das 5h30. “A gente estava dormindo, eu só escutei a porta abrindo. Os piás disseram ‘perdeu, perdeu’ e eu escutei os tiros. Acho que essa pessoa que ameaçava o João soube que ele estava sem arma e veio aqui”, contou a esposa, sem se identificar. A casa da família fica no bairro Chapada, próximo a Rua Jose Cszeki, e os bandidos pouparam a mulher e a criança.

Rodrigues foi preso na sexta assaltando um comércio à mão armada. “O que foi levantado pela gente é que esse homem foi pego roubando e usando uma arma de fogo. A equipe GM encontrou mais uma espingarda na casa dele. Souberam que ele estava desarmado e vieram até aqui”, esclareceu o tenente Willian, do 17º BPM.

Alguns vizinhos chegaram a desconfiar de que a vítima tinha conseguido deixar a cadeia do município após fugir. No entanto, a Polícia Militar (PM) afirmou que Rodrigues foi liberado pela Justiça, menos de 48 horas após o flagrante. “Ele foi liberado, mesmo”, disseram os policiais.

Com medo, a esposa disse não saber quem são os homens que estavam ameaçando marido dela. O corpo da vítima foi recolhido ao Instituto Médico Legal (IML) de Curitiba. A Delegacia de Araucária investiga o caso.

Fonte: Banda B

Foto: DM/Banda B